A Genealogia da Moral

Nietzsche

ISBN - 978-85-88208-33-9 — 136 págs. — R$ 25,00

Os escritos Nietzschianos depois de Zaratustra são dominados pela idéia da transvaloração de todos os valores. É que, para Nietzsche, todos os problemas da filosofia são problemas do valor. Onde quer que a filosofia anterior pensasse sobre o ser, ela foi dominada pelo ponto de vista dos valores. A verdade que Nietzsche questiona é a verdade do existente, a das ciências e a da metafísica, que se refere ao conjunto do existente. Mas a natureza desta verdade, não chega em Nietzsche a atingir uma perfeita claridade, ela permanece obscura na natureza da verdade da vida, na natureza da vontade de domínio e do eterno retorno. Ora, será que Nietzsche, envolto nessa obscuridade da natureza da verdade não acaba aceitando a metafísica, ou será que chegou a superá-la? É na busca da verdade de todas as coisas que Nietzsche esbarra na moral, a moral tradicional. Para ele o nível de uma moral se determina segundo o seu grau de verdade. O problema da moral é, definitivamente, um problema da verdade, da conformidade à vontade de domínio enquanto essência da vida.