Os protocolos dos Sábios de Sião

Texto original completo

ISBN - 150 Págs. 

Nenhuma obra despertou mais a atenção do mundo no século XX do que Os protocolos dos Sábios de Sião. Grandes jornais, críticos e escritores discutem esse livro que contém o suposto plano dos judeus para dominar o mundo.

A propósito da edição da obra Os Protocolos dos Sábios de Sião, de autoria desconhecida, a Centauro Editora  esclarece aos estudiosos, pesquisadores e leitores de todas as etnias que compõem nossa comunidade, que, em absoluto, não apóia nem respalda, por nenhum meio ou forma, a ideologia ou os conceitos doutrinários de seus autores, declarando, expressamente a neutralidade de seu posicionamento como editora, de apenas disponibilizar seu conteúdo, o qual, embora polêmico, simboliza um documento – autêntico ou não – da humanidade.

Ao editor não cabe emitir juízos de valor sobre as obras veiculadas; este julgamento fica ao exclusivo critério de leitores e estudiosos. A Editora Centauro faz consignar sua absoluta isenção de ânimo ao publicar obras consideradas incomuns ou polêmicas, reafirmando seu respeito a todos os credos, etnias, convicções religiosas e políticas, que convivem harmoniosamente em solo pátrio. E essa harmonia, baseada no respeito e na tolerância recíproca, permite a difusão e integração dos mais variados saberes, enriquecendo a composição do mosaico social e cultural da nação brasileira.

A veiculação de obras intelectuais, como o livro, desfruta de proteção constitucional, como irradiação de conhecimentos indispensáveis à formação de uma cultura geral humana e sem preconceitos. Não representa, porém, apologia, apoio ou concordância com a ideologia de seus autores. De outra parte, todos os cidadãos têm o direito fundamental de acesso à informação (art. 5º, XIV, da Constituição Federal), seja esta conveniente ou não a crenças individuais.

 

Os editores